carro andandoNo Brasil, impostos são pagos por tudo. Porém, muito dos que pagamos não sabemos exatamente para onde vão.

Em alguns casos, há pessoas que burlam o sistema e não pagam seus impostos; porém, a grande maioria da população brasileira gasta no mínimo 20% de seus salários por mês.

Toda quantia paga em dinheiro, obrigatoriamente por pessoas ou organizações a um governo, pode ser considerada tributos.

A obrigação de se pagar os impostos/tributos devem ser necessariamente determinada por leis. Nenhum cidadão deve pagar nada que não esteja estipulado na legislação brasileira.

O IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) é um imposto estadual, cobrado anualmente, cuja alíquota varia por Estado (de 1 a 6%) de acordo com o valor do veículo.

Todo cidadão que possui um veículo automotor (seja automóvel, motocicleta, aeronave ou embarcações) está sujeito a pagar o IPVA.

Destino e Isenções Específicas

O imposto pago ao governo sobre a Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) é um tributo que é pago por todos os cidadãos que possuem carros ou outros veículos motorizados, cobrado no início do ano.

O cálculo que é feito é o valor de mercado que consta nas tabelas publicadas pelos estados.

Todo percentual aplicado é definido em lei, preferencialmente na constituição estadual, na lei orgânica municipal ou em lei específica.

O valor arrecadado com o IPVA é dividido da seguinte forma: 50% fica com o Estado e os outros 50% são repassados ao município onde foi efetuado o licenciamento. Os veículos de transporte público encaixam-se em uma específica parcela de isenção.